Festa: Desatadora

Missa Campal no Santuário reúne 100 Mil

- Tradicional festa de Nossa Senhora Desatadora dos Nós em Campinas SP.

   - Vista parcial do altar e dos fieis na festa de Nossa Senhora Desatadora dos Nós em Campinas SP.

 



Missa campal reúne 100 mil.

- Transcrição da Matéria de jornal. Milhares de fiéis enfrentaram o sol forte da manhã deste domingo (11) e participaram da 11° missa campal do Santuário Maria Desatadora dos Nós, no Jardim Santa Genebra, em Campinas.

Duas faixas da Rodovia Professor Zeferino Vaz, conhecida como Tapetão, foram fechadas para o acesso dos romeiros. A cerimônia estava marcada para ás 10h, mas desde ás 5h, devotos de todo o País se aglomeravam próximo ao palco onde foi montado um altar para a celebração.

Segundo o fundador do santuário Denis Bougerie, eram esperadas cerca de 100 mil pessoas durante todo o dia de festividades à Maria, com mais de 250 caravanas. Todos os anos, a festa é organizada em um domingo próximo ao dia 08 de dezembro, dia de Nossa Senhora Maria Desatadora dos Nós, para que os devotos possam agradecer, pedir e festejar as bençãos alcançadas.

Para Bougerie, a devoção a Maria está explodindo no mundo todo porque o homem moderno quer viver, cada vez mais, longe de Deus e como consequência vê sua vida repleta de nós. ‘Então, ele recorre a Mãe de Deus, assim como fazemos quando temos algum problema e procuramos a nossa mãe. Ela desatada os nós e soluciona os problemas, pois uma vida com nós não é vida’, explica Bougerie.

A assistente de importação Amanda Pereira, 29, mora em São Paulo e conta que é a segunda vez que participa da festa. Para ela, a devoção a Nossa Senhora é como uma paixão e por isso tem crescido tanto entre os jovens. ‘Assim como no namoro, você vai aos poucos conhecendo Maria e se encantando com ela. Quando você descobre a importância dela para a salvação você se apaixona’, afirma Amanda.

Além da missa, a programação da festa incluiu homenagens a Maria, barracas de comes e bebes com lucro destinado a construção do Centro de Terapia da Dor e Cuidados Paliativos LO TEDHAL.

 

Maria Milagrosa

A empresária Graziele Maudonnet, 33, mora em Campinas e frequenta o santuário há 11 anos, desde quando ele era apenas a pequena Capela Maria Porta do Céu. ‘A primeira vez que vim foi realmente um dom divino, parece que fui enviada para cá’, afirma Graziele. ‘Não conseguia engravidar, os médicos diziam que eu não tinha ovulação. Mas logo após a minha primeira visita a capela descobri que estava grávida da Gabriele. E este não foi a única benção, na gravidez da minha segunda filha Rafaele tive vários processos abortivos , mas ela nasceu. Foi um grande milagre também’, conta.


Fontes de pesquisa: (Jornais publicados).

- Jornal Correio Popular.
- Jornal Já.
- Jornal Diário do Povo.
- Site de Notícias: Rac.

Voltar

Links Relacionados