Seja bem-vindo - Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 - 17:14

Julgue o mal uso que fizeste da vida!


Julgue por ti mesmo o mal uso que fizeste da vida!

Jesus diz: Agora guarde e julgue por ti mesmo o mal uso que fizeste de da vida que te deste o Pai. Olhe e julgue o mal uso que fizeste de vosso corpo, no qual respira vossa alma, templo reservado a Deus, onde reside o espírito que deveria se consagrar a compreender a Lei de Deus, assim como o coração deveria se ocupar a amá-la e praticá-la.

No lugar disso, que fazeis vós? Vós resistis à voz do Senhor, aos seus mandamentos e vontades. Assim como bestas selvagens, vós resistis duramente e vos revoltais a cada convite de Deus.

E vós vos dizeis cristãos? Vós não o sois! Eu, o Cristo, não vos ensinei a revolta, a desobediência, a luxuria, a crueldade, a idolatria. Eu vos ensinei todo o contrário. Eu vos mostrei como vos servir da vida. Eu vos expliquei que vós sois templos de Deus, que quer viver em vós, que ama viver em vós muito mais do que em templos suntuosos feitos somente de pedra e mármore.

Não. Deus não quer fazer sua morada nestes lugares. Ele quer fazer sua morada nos homens, templos de sangue e alma.

Não persistis neste caminho duro que vós haveis tomado e que vos leva à ruína. Sejais verdadeiros cristãos e não cristãos feitos somente de palavras. Que o meu sinal seja verdadeiramente gravado nas fibras vivas de vosso coração e não em templos vazios onde vós não vindes rezar por vossa alma cheia de preocupações e tormentos terrestres.

Abri vosso coração ao Amor, meus filhos. É isso que vos falta mais. Vós não tendes caridade em relação a Deus, ao próximo e em relação a vós mesmos. Sim, em relação a vós mesmos. Pois vós haveis matado vossa alma.

Não esqueçais nunca que as tentações são inevitáveis, mas elas não fazem mal. O mal, sois vós que fazeis quando vós cedeis. E não venhais me dizer que são mais fortes do que vós. Não, o Pai dá em função daquilo que vós podeis dar. A tentação exige 10 de força para que resistamos? Então Deus vos dará 10 e até mais. O problema é que vós não cessais de ceder ao mal. E o que pode fazer Deus neste caso se vós destruís as forças divinas para dar lugar à vossa vontade perversa e vos abandonar ao beijo da tentação?

Se fazes isto, vós colocais vossa alma em um estado mortal. E o odor fétido da morte emana de um corpo corrompido. As manifestações do pecado provêm de almas corrompidas.


Referência:
Texto extraído de Les Cahiers ,"Os cadernos de 1943", (pag 266 e 269)
Autora: Maria Valtorta.


Voltar