O caminho de uma vida Cristã.


O caminho de uma vida Cristã.

Foi dito um dia a Alexandre o Grande que um de seus soldados não se comportou devidamente frente a um inimigo.

Como você se chama? – Perguntou o monarca ao soldado que tremia.

Alexandre – respondeu o homem

Alexandre? – Disse o imperador. Você sabe que esse nome é também o meu? Ou você muda de nome ou de comportamento.

Meus irmãos, a quantos de nós o Nosso Senhor Jesus Cristo poderia fazer este mandamento: O que? Você se diz cristão e é assim que você vive? Muda de nome ou de modo de vier.

O cristianismo não é simplesmente um nome, mas um modo de viver. Seguir o Cristo não é se inscrever no registro dos batismos, mas lutar pelo perfeccionismo de nossa alma.

A) Contemos com este fato: aquele que quer caminhar sob os traços do Senhor, não terá um caminho fácil. De fato, seguir o Cristo equivale a estar em luta contínua com os baixos instintos da natureza humana carregados de pecado, seguir o Cristo equivale a ser perpetuamente na brecha frente as tentações do corpo e da alma pecaminosa. Seguir o Cristo equivale a estar em uma vigília incessante e a seguir o Salvador: Vigiai e orai e afim de cairdes em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca. Aqui está o que disse um dia Nosso Senhor. Que simples pensamento e que profundo ensinamento temos aqui. O Senhor sempre vê a frente. No campo do Senhor, seus olhos, suas mãos, sua inteligência, sua vontade, são incessantemente aplicados ao trabalho da salvação de nossas almas. 

B) As regras: Mas Nosso Senhor Jesus Cristo deu regras ainda mais severas sobre a maneira de segui-lo. Ele ensinou que para alcançarmos nosso destino eterno, nenhum sacrifício é supérfluo. Qualquer que seja o obstáculo, devemos superá-lo. “Se teu olho te é fonte de pecado, arranca-o”. Como? Temos o direito de arrancar um olho? Não. Mas à medida que teus olhos, tuas mãos e outras coisas te forem fonte de pecado, você deve abandoná-los. Afinal, de que serve ao homem ganhar o universo se ele perder a sua alma? Aqui está o que quer dizer seguir o Cristo, segundo Nosso Senhor Ele mesmo.

C) Alcançar a vida eterna: E o que o cristianismo bem compreendeu e proclamou foi que para alcançar a vida eterna, nenhum sacrifício é demais e São Paulo deu um bom exemplo disso. O apóstolo fala dos lutadores da época que competiam nos estádios romanos pela vitória. Ele também lutava, mas por um outro tipo de vitória. A vida do cristão é, segundo São Paulo, uma grande luta. E lutar é a única maneira de ganhar o preço que irá coroá-los verdadeiramente, que é a vida eterna.


Referência:
Texto: Santuário Nossa Senhora Desatadora dos Nós.


Voltar