Seja bem-vindo - Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017 - 13:49

O nascimento de Jesus


Maria deu a luz ao seu primogênito.

Quando Maria completou sua missão, ela voltou à Nazaré. José nada sabia ainda da aparição do anjo Gabriel e da anunciação da boa nova. Vendo que Maria ia ser mãe, e não querendo difamá-la, pois era um homem justo, e não duvidava das virtudes de Maria, ele decidiu de “devolvê-la” secretamente. Como ele mantinha este pensamento, um anjo do Senhor lhe apareceu em sonho e lhe disse: “José, filho de David, não temais a ponto de perder Maria, tua esposa, pois o que se forma nela é fruto do Espírito Santo. Ela dará à um filho que se chamará Jesus, e ele salvará teu povo de seus pecados”. Acordando, José imediatamente fez o que o Senhor lhe ordenou, e guardou Maria consigo.

Naqueles dias César Augusto publicou um decreto ordenando o recenseamento de todo o império romano.  E todos iam para a sua cidade natal, a fim de alistar-se.

Assim, José também foi da cidade de Nazaré da Galiléia para a Judéia, para Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à linhagem de Davi. Ele foi a fim de alistar-se, com Maria, que lhe estava prometida em casamento e esperava um filho.

Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.

Havia pastores que estavam nos campos próximos e durante a noite tomavam conta dos seus rebanhos. E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados. Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor. Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura”.

De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo:

“Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”.

Quando os anjos os deixaram e foram para os céus, os pastores disseram uns aos outros: “Vamos a Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos deu a conhecer”.

Então correram para lá e encontraram Maria e José, e o bebê deitado na manjedoura. Depois de o verem, contaram a todos o que lhes fora dito a respeito daquele menino, e todos os que ouviram o que os pastores diziam ficaram admirados.

Maria, porém, guardava todas essas coisas e sobre elas refletia em seu coração. Os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, como lhes fora dito.


Referência:
Padre Emile Neubert - (1878-1967)
Também autor do livro:
 Meu ideal, Jesus o Filho de Maria


Sobre o livro:
Meu ideal, Jesus o Filho de MariaUm rico livro onde você aprenderá muito com o amor de Maria. "Não te podes transviar: rezando-lhe, não pode desesperar; pensando nela não te podes enganar. Se Ela te ampara, não cais; se te protege, nada tens que temer; se te guia, não te cansas; se te é propícia, atingirás a meta..."

Clique aqui! Para ir na página do livro em nossa Loja Virtual.

Voltar

Links Relacionados