O dia de Nossa Senhora


Um dia dedicado a Nossa Senhora.

Para a maioria das pessoas, o
sábado é um dia comum, um dia de descanso, dia de fazer as compras, de ir ao
shopping, enfim, o dia de cuidar das coisas do mundo. As atividades cotidianas
comuns nos fazem esquecer que o sábado é um dia todo especial; “É o dia
dedicado a Nossa Senhora”.

Na figura acima, (Maria entre
outras mulheres, observa que Jesus já não estava mais no sepulcro. Lembramos
também, que no sábado, que é a porta para o domingo “dia dedicado ao Senhor“,
enquanto os apóstolos estavam desanimados a Virgem Maria acreditava na
ressurreição de seu Filho, Jesus.).


A fé da Igreja está em Nossa
Senhora:

Santa Igreja consagrou à
Virgem o sábado, porque nesse dia ela se conservou firme na fé, depois da morte
de seu Filho. Cada sábado é a lembrança da Virgem Maria que acredita na
ressurreição de seu Filho, a fé da Igreja está em Maria, o Senhor dá a Maria a
fé na Ressurreição de seu Filho.

O Cristo estava no sepulcro no
sábado e os apóstolos incrédulos e desanimados se esconderam de medo dos judeus
– João 20-19.

Sem dúvidas, o sábado é um dia
muito especial, não podemos ser incrédulos e nos esquecer da Nossa Mãe, Aquela
que roga e intercede por nós a todos os momentos. O sábado é a aurora que
antecede o domingo: O dia do Senhor, nossa Páscoa semanal.








Porque o Sábado é o dia
dedicado a Nossa Senhora?

→ O sábado é o dia mais
abençoado de todos os dias da semana, porque Deus abençoou o 7º dia. “Maria é
abençoada entre todas as mulheres”.

→ Sábado é o dia santificado
por Deus, Maria é cheia de graça, é justo dedicar o sábado, dia santo (dia em
que Deus completou a criação) a Toda Santa. Dia em que Deus acabou a obra da
criação e Maria completou a obra da graça.

→ Sábado, dia onde Deus depois
da criação descansou, mas o verdadeiro descanso de Deus é Maria. Eclesiástico
24-12 Aquele que me criou repousou sobre minha tenda.

→ Assim como o sábado é a
porta para o domingo “dia dedicado ao Senhor”, Maria é a porta pela qual Cristo
entrou no mundo.

→ Na semana santa para chegar
à plenitude da glória que é o domingo, temos que passar pelo sábado, passou da
dor para a glória do Cristo para o céu.

→ O Cristo estava no sepulcro
no sábado e os apóstolos incrédulos e desanimados se esconderam de medo dos
judeus – João 20-19, cada sábado é a lembrança da Virgem que acredita na
ressurreição de seu Filho, a fé da Igreja está em Maria, o Senhor dá a Maria a
fé na Ressurreição de seu Filho.

→ A Mãe de Jesus também
demonstrou sua preferência pelo sábado, na Igreja de Blacherne, em
Constantinopla. A cada sexta-feira, à noite, sem a intervenção de qualquer mão
humana, o véu que cobre o Ícone da Theotokos (Mãe de Deus), aparecia suspenso
no ar, mostrando-se aos fiéis até a sétima hora do sábado, quando, sem qualquer
intervenção humana, ele novamente cobria e retornava ao local habitual. Este
véu, que é uma esplêndida relíquia encontra-se atualmente na Sainte Chapelle em
Paris na França.


Também dedicamos o sábado a
Nossa Senhora:

Neste Santuário Mariano também
dedicamos o sábado a Nossa Senhora, em especial, dedicamos todo o primeiro
sábado de cada mês a Nossa Senhora Desatadora dos Nós, onde são recitamos as
“Mil Ave Marias”, são seis horas de oração ininterrupta, onde meditamos os
mistérios da redenção, tal como os Apóstolos o fizeram no cenáculo.



































As Mil Ave Marias Inicia-se
com o Credo, um Pai Nosso e três Ave Marias como num rosário normal e então
contemplam-se os vinte mistérios: gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos,
rezando a cada mistério cinquenta Ave Marias, ao invés de dez como no rosário
normal. Finalizamos rezando a oração Salve Rainha e o Sub Tum.


Referência:
Texto: O dia de Nossa Senhora.
Santuário Nossa Senhora Desatadora dos Nós.


Voltar

Links Relacionados